Sucos Detox

Suco Detox: Benefícios e Passo a Passo Para Começar Ainda Hoje

Há alguns anos, em meados de 2014, o suco detox começou a ser difundido com força no Brasil. Atrizes, blogueiras, nutricionistas e profissionais da saúde começaram a ser fotografados com garrafas verdes na rua e descreviam seus inúmeros benefícios em entrevistas. O barulho foi tanto que muitos pensaram que se tratava de uma moda passageira, que logo seria deixada de lado. Entretanto, não foi o que aconteceu. Os sucos detox continuam fortes e cada vez mais pessoas querem aprender o que é e como fazer esses sucos.

O Que é Suco Detox?

O termo “detox” vem de desintoxicação. Nosso corpo recebe toxinas diariamente através do ar poluído que respiramos, dos agrotóxicos e conservantes que comemos nos alimentos, das substâncias químicas que estão nos cosméticos que passamos na nossa pele e assim por diante.

Hoje o nosso corpo recebe uma carga muito maior de toxinas do que recebia antigamente, quando vivíamos em locais menos poluídos, tínhamos uma alimentação mais natural e maior contato com a natureza. Por este motivo, hoje, mais do que nunca, é tão importante ajudar nosso corpo a se livrar do excesso de toxinas.

Os sucos detox são ricos em antioxidantes, que ajudam a regenerar e melhorar a capacidade funcional do fígado, o principal órgão com a função de desintoxicação do nosso corpo. Os antioxidantes mais comuns são o betacaroteno, licopeno e vitaminas A, C e E, encontrados em vegetais, frutas e chás.

Graças aos antioxidantes e às fibras, assim que você começa a tomar sucos detox percebe uma melhora considerável na regularidade do seu intestino. Então, se você quer ajudar o seu corpo a se livrar das toxinas, junto com uma
alimentação mais orgânica e natural, os sucos detox podem ser ótimos aliados.

Sucos detox, deixemos claro, não são aqueles encontrados nos supermercados. Sucos de caixinha podem ser práticos, mas contêm açúcar e aditivos químicos para conservação. E nem mesmo um suco de laranja ou qualquer outro que contenha apenas frutas deve ser chamado de suco detox.

Os sucos sobre os quais estamos falando são frescos e naturais. Contêm mais verduras e legumes do que frutas. Seus ingredientes são, sempre que possível, orgânicos e produzidos localmente. Eles ainda têm um toque especial, que são as sementes germinadas e os brotos: as plantas no auge de sua vitalidade.

Fazer seus próprios sucos todos os dias pode exigir um pouco de empenho e ser desafiador no começo, mas com o tempo você percebe os benefícios e não vai querer mais abrir mão deles.

Por Que Tomar Sucos Detox?

Além de ajudar a desintoxicar o organismo, os sucos detox oferece outros benefícios para a saúde. Veja abaixo alguns exemplos:

Nutrição Rápida Para as Crianças

Já viu criança pedir para colocarem mais salada no prato? Normalmente é uma briga danada para os pequenos comerem qualquer coisa que seja verde e “come porque faz bem” não os convence em nada. Então que tal colocar uma salada inteira dentro de um copo?

É claro que sucos detox para crianças podem ser mais docinhos, mas nada de colocar açúcar. É possível deixar os sucos bem agradáveis ao paladar infantil somente com frutas.

Estudos mostram que grande parte das crianças brasileiras têm deficiência em ferro e vitamina A (*6), causando diversos problemas de saúde, tais como anemia, deficiência no crescimento, problemas de visão, baixa imunidade, problemas de aprendizado…

Folhas verdes escuras são ricas em ferro, enquanto frutas e legumes de cor laranja e amarelada são ricas em vitamina A.

Que tal testar combinações com laranja, abóbora, folha de beterraba, brócolis, couve, cenoura etc?

Chame seus filhos para fazerem o “suco do Hulk” com você. Com o tempo, até os mais resistentes vão pedir mais!

Maior Ingestão de Fitoquímicos

Fitoquímicos são substâncias presentes exclusivamente no reino vegetal e que agem na prevenção de várias doenças.

Eles têm ação antioxidante, atuam contra o envelhecimento precoce, protegem contra câncer e doença cardiovascular, têm ação antiinflamatória, antibacteriana e estimulam o sistema imunológico.

A Organização Mundial de saúde recomenda de cinco a oito porções de frutas e verduras por dia. Isso se deve principalmente pela presença de fitoquímicos nesses alimentos, cujos benefícios estão bem documentados. (*7)

Alguns tipos de fitoquímicos são os carotenoides, presentes em alimentos alaranjados como cenoura, abóbora, batata doce; os flavonóides, encontrado em morango, amora, ervas e verduras; a clorofila, que confere a cor verde aos vegetais etc.

Por isso que é tão importante comer pratos e fazer sucos coloridos.

A recomendação de cinco a oito porções de frutas e verduras parece desafiadora para você? Com sucos verdes a gente bate essa meta de olhos fechados!

Suco Verde x Smoothie

Agora que você já conhece alguns benefícios que esses sucos podem te trazer, saiba que existem dois tipos sucos detox: os sucos verdes e os smoothies. Vamos entender as diferenças entre eles.

De forma resumida, sucos verdes (também chamados de sucos de clorofila) são totalmente coados e podem ser preparados em liquidificador e centrífuga.

Já os Smoothies são servidos com as fibras das folhas e frutas e são preparados no liquidificador.

O que é melhor?

Isto depende de diversos fatores, como sua preferência, seus objetivos, a hora do dia em que vai tomar o suco e da sua saúde atual.

Os smoothies equivalem a uma boa refeição, com carboidratos das frutas, proteínas de grãos e folhas e muitas fibras e nutrientes. Por causa das fibras, exigem algum esforço do sistema digestivo.

Já os sucos verdes contêm muitos nutrientes das sementes e dos vegetais, pouca ou nenhuma fruta, e não têm fibras, sendo absorvidos mais rapidamente pelas nossas células.

Então, uma pessoa doente ou mais idosa, cuja digestão esteja fraca, vai se beneficiar melhor dos sucos verdes. Se o suco for servido à noite, melhor coar para não sobrecarregar a digestão enquanto dorme.

Já se for servido como substituto de uma refeição, os smoothies saciam mais e suas fibras ajudam a regular o intestino.

Com Fazer Sucos Detox

Aqui você vai ver a fórmula geral para fazer qualquer suco e vai poder criar com os ingredientes que tiver em casa.

Suco Verde (suco detox coado)

Como já vimos, os sucos verdes se diferenciam dos smoothies por serem totalmente coados e levarem pouca ou nenhuma fruta em sua composição.

A precursora e maior defensora dos sucos verdes no Brasil é a professora da PUC/RJ Ana Branco, que comanda o projeto Biochip, um grupo de pesquisa que investiga as informações presentes nos alimentos vivos.

Ela ensina em suas palestras e em seu site o Suco da Luz do Sol da seguinte forma:

“Coloque 2 maçãs picadas sem sementes no liquidificador. Bata com a ajuda de um pepino como socador para auxiliar a extrair o líquido que mora dentro dos vegetais. Acrescente um punhado de grãos germinados, folhas verdes comestíveis: couve, chicórea, hortelâ, o legume e a raiz escolhida na proporção indicada, variando as hortaliças sempre que possível e privilegiando as de produção orgânica. Coe num coador de pano e
beba logo em seguida. E se delicie com a força da energia vital!”

Em seu método, apenas a maçã é permitida, pois qualquer outra fruta poderia interferir na absorção da clorofila.

Esta questão de poder usar somente a maçã em sucos verdes não tem comprovação científica e não é unanimidade entre os profissionais de alimentação viva.

A Conceição Trucom, autora do site Doce Limão e também uma das pioneiras da alimentação viva no Brasil, refuta esta ideia e inclui todos os tipos de frutas em seus sucos.

O Joe Cross, do documentário Fat, Sick and Nearly Dead, também inclui outras frutas além da maçã.

Eu uso predominantemente a maçã, mas de vez em quando incluo outras frutas.

Quando faço sucos verdes sempre tenho em mente que, como o suco será completamente coado, é importante ir devagar com as frutas.

Polêmicas à parte, a preparação do suco verde se dá, basicamente, da seguinte forma:

Você vai precisar de:
– 2 maçãs ou outra fruta da sua preferência
– 1 xícara de sementes germinadas
– 1 copo de liquidificador de folhas verdes
– 1 Pepino como socador
– Legumes e raízes

Preparo:

A ideia é não colocar água, todo o líquido do suco deve ser extraído das frutas e vegetais. Assim você vai ter um suco de pura água estruturada, absorvida mais prontamente pelas nossas células e fazendo bem para seu corpo todo quase que imediatamente.

Então, para facilitar o trabalho do liquidificador, coloque primeiro as frutas e o que tiver maior potencial para formar líquidos, deixando as folhas para o final. Eu uso bastante chuchu, pepino e abobrinha, que contêm bastante água.

Bata até formar uma pasta líquida. Para ajudar, utilize um biossocador, como cenoura ou pepino, empurrando o alimento para a hélice.

Depois, você pode coar essa pasta e voltar o líquido para o liquidificador e bater o restante. Ou então, acrescentar aos poucos as sementes e as folhas verdes e coar tudo no final.

Para coar, você vai precisar de um pedaço de voal, também conhecido como panela furada, ou então um pano de prato limpo.

coador de voal para suco detox

Coador de Voal ou Panela Furada Para Fazer Sucos

Suco Detox Selvagem

O suco detox selvagem surgiu com mais força no Brasil com a Dra. Maria Luiza Branco, que é irmã da Ana Branco. A Dra. Maria Luiza teve um câncer de pâncreas e estava desenganada pelos seus colega médicos, quando sua irmã a levou para casa e curou seu câncer somente com alimentos crus e sucos da luz do sol de hora em hora.

Atualmente a Dra. Maria Luiza lidera o projeto Terrapia, na Fiocruz, que dissemina os benefícios dos sucos e da alimentação crudívora.

Em suas oficinas, ela inclui nos sucos diversas folhas selvagens, que nascem espontaneamente no jardim da Fiocruz, as chamadas Pancs – Plantas Alimentícias Não Convencionais.

No site do Terrapia, ela ensina a fazer o suco detox da seguinte forma:
– 2 maçãs
– 1 xíc de semente germinada
– 1 copo de liquidificador de folhas verdes, inclusive folhas selvagens
– Aromáticas a gosto

Assim como sua irmã Ana Branco, a Dra. Maria Luiza também recomenda o uso apenas da maçã e utiliza liquidificador e coador de voal para preparar os sucos.

Centrífuga ou Liquidificador?

Durante um tempo eu usava centrífuga e slow juicer para fazer sucos, hoje uso apenas o liquidificador.

A centrífuga e o slow juicer são ótimos para retirar o líquido de alimentos mais sólidos, como maçã, cenoura, beterraba… mas na hora de retirar o suco das folhas, principalmente das mais macias como grama de trigo ou ramo de cenoura, deixa a desejar.

Além disso, costumam ser mais caros e quebrar com mais facilidade do que o liquidificador.

Depois de muitos sucos e vários aparelhos, prefiro o mais simples: liquidificador (potente, acima de 800 W) + voal. Mas entre centrífuga e slow juicer, prefiro o último, que retira melhor o líquido dos alimentos.

Green Smoothie (Suco Detox Não Coado)

Ao contrário dos sucos verdes, os smoothies são cremosos e servidos com as fibras das folhas e frutas.

A responsável pela popularização do “Green Smothie” é a Victoria Bouteko, autora do livro “12 passos para o Crudivorismo” e do site Raw Family.

Para preparar os smoothies, você vai precisar de:
– 1 ou 2 frutas macias de sua preferência
– 1 copo de água ou água de coco ou suco
– 1 xícara de sementes germinadas de casca mole
– Meio copo de liquidificador de folhas verdes não muito fibrosas

Fazer smoothie é um pouco mais fácil e rápido, porque o líquido facilita o trabalho do liquidificador e não precisa coar.

Basta então colocar água, 1 ou 2 frutas macias, como abacate, mamão, melão, banana, manga… Pense que essa fruta, se amassada, formaria uma papinha. São elas que vão dar cremosidade ao suco.

Importante também é que a fruta esteja madura, para não causar indigestão e deixar o suco mais docinho.

As sementes devem ser de casca mole ou sem casca, como chia, linhaça, amêndoas, castanha do pará, semente de girassol sem casca etc.

As folhas verdes também devem ser moles, como hortelã, alface, salsa, folha do salsão, chicória, couve etc.

Sempre retire os talos das folhas.

Coloque duas ou três folhas diferentes para trazer diversidade de nutrientes ao suco.

Cuidado também com folhas de gosto muito forte, como rúcula, agrião e aromáticas, como manjericão e alecrim, que podem acabar predominando no suco.

Bata tudo e sirva sem coar

Smoothie de Duas Fases

Aprendi este suco no meu curso de Chef Ecológico com o Daniel Francisco de Assis.

Hoje ele é o meu tipo de suco detox favorito e o que eu faço com maior frequência. Ele junta o melhor do Suco Verde (água estruturada) com o melhor do Smoothie (fibras).

Dá um pouquinho mais de trabalho, mas vale a pena!

Em vez de usar água ou água de coco para bater, você vai preparar um suco detox, coar tudo no voal e voltar o líquido para o liquidificador.

Depois,vai bater este líquido com as frutas e folhas macias.

Sirva sem coar.

Sementes e Brotos

Sementes germinadas para suco detox

Eu e as Sementes Germinadas

Você pode fazer um suco detox sem sementes germinadas e ele já vai ser super saudável. Mas se você quer turbinar esse suco com muito mais nutrientes de forma fácil e com pouquíssima caloria, acrescente sementes germinadas nele.

Quando a semente começa a brotar, seus componentes anti-nutricionais, que causam gases e problemas de digestão, são transformados em vitaminas, enzimas e sais minerais. Este é a fase de maior concentração energética e nutricional no ciclo de vida de uma planta.

Algumas sementes vão germinar e você vai ver um “narizinho” saindo delas. Isto acontece com a semente de girassol com casca, com a semente de trigo sarraceno, com a alfafa, lentilha, feijão etc. A maioria delas germina no ar.

Para germinar sementes no ar, é só deixá-las de molho por aproximadamente 8 horas, depois escorrer a água e deixá-las descansando em uma peneira, lavando a cada 12 horas, para mantê-las úmidas.

Quando os “narizinhos” começarem a brotar, você já pode consumir as sementes no suco, ou então plantá-las na terra e consumir a graminha ou brotos que nascerem delas.

Outras sementes só precisam ser hidratadas por algumas horas, como linhaça, chia, quinoa, gergelim, semente de girassol sem casca, entre outras. Se você criar o hábito de hidratar algumas dessas sementes antes de dormir, no dia seguinte poderá escorrer a água e consumi-las no seu suco detox matinal.

Dicas Gerais Para Fazer Suco Detox

Varie sempre. Nada de fazer suco detox de couve todos os dias. A couve é excelente, mas outras folhas também são. Traga para seu corpo a maior diversidade de nutriente e vitaminas que puder, diversificando as frutas e os vegetais.

• Procure usar frutas e verduras orgânicas. Os orgânicos são mais caros, mas se você puder consumi-los com frequência, sua saúde agradece. Procure conhecer os produtores e também as redes de compra coletiva de orgânicos da sua cidade. O Facebook é uma boa ferramenta para isso.

• Entretanto, se encontrar orgânicos for muito difícil na sua região, faça seus sucos mesmo assim. Um suco detox, mesmo não orgânico, ainda traz mais benefícios do que qualquer outra bebida que você colocar no lugar.

• Procure usar frutas e verduras da época. A natureza é sabia e ela sempre nos oferece o melhor de acordo com a época do ano. Além disso, alimentos fora de época muitas vezes vieram de longe e já perderam grande parte de seus nutrientes no caminho.

• Procure criar o hábito de preparar seus sucos detox todos os dias e bebê-los imediatamente, assim poderá aproveitar melhor suas enzimas e nutrientes.

• Mas se quiser armazená-los para beber depois, preencha a garrafa com suco até a boca, com a menor quantidade de ar possível, e feche bem para diminuir o processo de oxidação. Coloque imediatamente na geladeira e consuma em no máximo 3 dias.

• Sempre germine as sementes que for colocar nos sucos. Sementes não germinadas possuem componentes que dificultam a digestão.

Pode Colocar Gelo no Suco Detox?

Bater algumas pedras de gelo pode deixar o suco mais gostoso, mas desde que eu comecei a estudar Ayurveda, sirvo meus sucos em temperatura ambiente ou, no máximo, com duas pedrinhas.

De acordo com esta ciência milenar, bebidas geladas apagam o nosso fogo digestivo, que eles chamam de Agni, e dificultam a digestão. Se você for tomar um smoothie muito gelado, a digestão das fibras pode não ser tão boa quanto a de um smoothie em temperatura ambiente.

Limão é Sempre Bem-vindo!

O limão é rico em ácido cítrico e vitamina C. O ácido cítrico facilita a absorção dos minerais do suco, como cálcio, ferro, magnésio, potássio etc. Enquanto que a Vitamina C é importante na saúde dos nossos tecidos em
geral, como ossos, cartilagens, pele e cabelos.

Ainda, seus efeitos antioxidantes impedem as frutas e verduras de escurecerem em contato com o ar. Por isso, um suco com limão fica mais vistoso, com um verde mais bonito do que outro sem o limão, que após poucos segundos ganha um aspecto um pouco amarronzado.

Faça Sucos Detox Mais Pancs

O termo “Pancs” vem de Plantas Alimentícias Não Convencionais. Se você vê uma planta que é comestível, mas não sabe identificar seu nome, provavelmente ela é uma Panc para na região em que você vive. Vemos pancs todos os dias pelas calçadas, em terrenos baldios e praças. Às vezes, as arrancamos dos nossos jardins por parecerem mato, sem saber que elas também podem ser comestíveis e ter muito mais nutrientes que um pé de alface.

Em geral, as pancs não precisam ser plantadas, elas nascem espontaneamente. Por isso, são abundantes, gratuitas, orgânicas e trazem aos sucos mais aporte de minerais e nutrientes.

Entre as pancs mais famosas, estão a Tiririca, Dente de Leão, Trapoeraba e Beldroega.

Taioba e ora-pro-nobis têm grande teor de proteína.

Ainda, grande parte de folhas de árvores frutíferas, como amora, pitanga, seriguela, entre outras, também são comestíveis e podem entrar no suco tranquilamente.

Só é preciso ter cuidado para não confundir uma panc com planta venenosa.

Para saber se uma planta é comestível, procure saber seu nome popular e depois seu nome científico. Depois, busque no Google pelo nome científico + comestível. Por exemplo, Cyperus rotundus é o nome científico da Tiririca.

Procure no Google assim:
Cyperus rotundus comestível e veja os resultados.

Existem também alguns grupos no Facebook em que as pessoas postam fotos e perguntam para a comunidade se aquela planta é comestível. Eu participo do grupo “PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais”, mas há outros também.

Conclusão

Preciso ser sincera e te contar que nem sempre seus sucos vão ficar muito gostosos.

Se você estiver fazendo sucos todos os dias, testando ingredientes variados e buscando novas receitas, fatalmente seu suco sairá bem ruim um dia ou outro.

Quando acontece comigo, eu tampo o nariz e tomo tudo em uma golada só. Mas, com o tempo, seu paladar se acostuma, você pega o jeito e seus sucos sairão deliciosos na maioria das vezes. Quando gostar muito de um suco, anote a receita para fazer de novo quando for compartilhar com outras pessoas.

Se você quiser buscar mais informações sobre o efeito de sucos detox na saúde, recomendo, o documentário “Food Matters”e os filmes “Fat, Sick and Nearly Dead I e II”, do Joe Cross.

Outro documentário interessante, principalmente para quem está sofrendo de alguma doença crônica, é o Simply Raw (Simplesmente Crú). Também recomendo que busque conhecer a Terapia de Gerson, responsável por centenas de curas através de sucos detox.

Espero que tenha gostado do artigo e que os sucos detox passem a fazer parte da sua rotina. Tudo que é novo parece complicado, mas logo você se acostuma e percebe o quanto é simples e prazeroso prepará-los.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top